Cidades

Itaja, RN

Parcialmente nublado
28º C Quarta-Feira
35º
24º
Qui
31º
26º
Sex
33º
25º
Sab
30º
25º
Dom
33º
25º

Itajá é uma cidade, localizada no estado de Rio Grande do Norte (a sigla deste estado é "RN").


Sobre Censo Demográfico: O Censo realizado pelo IBGE aponta população estimada em 7.457 habitantes, sendo aproximadamente 3.543 homens e 3.389 mulheres. A densidade demográfica de 34.04 km².


As pessoas nascidas em Itajá/RN são chamadas de "itajaense" (na expressão popular "Quem nasce em Itajá é itajaense"). Atualmente existem 4.598 alfabetizados. O DDD (Discagem Direta a Distância) é @DDD


Sobre Religião: Segundo censo na cidade de Itajá existe 5.847 habitantes da religião católica, 549 habitantes da religião evangélica e 6 habitantes espíritas.


Sobre IDHM: (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal) que é composto por indicadores de três dimensões: longevidade, educação e renda. Este índice varia entre 0 e 1, sendo que quanto mais próximo de 1 maior o desenvolvimento humano. O IDHM de Itajá/RN é 0.624 .

O código do município de Itajá do IBGE é 2404853. Existem 2 postos de saúde (SUS) em Itajá.


Saiba mais sobre Itajá/RN: Identificamos em pesquisas realizadas em nosso banco de dados que existem aproximadamente 2 ruas cadastradas, distribuídas em 1 bairros (publicamos a relação destes 1 bairros organizados alfabeticamente na parte inferior desta página) na cidade de Itajá/RN. E encontra-se também cadastradas em nossa base de dados cerca de 19 empresas, comércios, prestadores de serviço, profissionais liberais, autônomos, dentre outros. Sendo que estes podem ser facilmente encontradas em: applocal.com.br/empresas na cidade de Itajá/RN.


Município de Itajá
Município Itajá
Estado Rio Grande do Norte
Gentílico itajaense
IDH 0.624
População
Total Estimada 7.457 Homens 3.543 Mulheres 3.389 Densidade 34.04 hab./km²
Religião
Católicos 5.847 Evangélicos 549 Espíritas 6
Fonte: IBGE
Itajá Rio Grande do Norte - RN Um pequeno núcleo de moradias surgiu ao redor de uma fazenda de gado, nos idos de 1800. O principais pioneiros e fundadores da localidade foram o Alferes Guilherme Lopes Viégas, proprietário de muitas terras herdadas de seu pai, e o Tenente Antônio Lopes Viégas, conhecido como fundador de Angicos. No ano de 1803, Guilherme Lopes já estava plenamente instalado numa área por ele chamada de Pernambuquinho, numa referência a Pernambuco, seu Estado de origem. Foi exatamente em torno dessa propriedade, num local onde vários caminhos se encontravam, que nasceu o povoamento do Saco. O alferes Guilherme Lopes Viégas teve dois casamentos e dezenove filhos, contribuindo, decisivamente, com seu trabalho e seus descendentes, para o crescimento do povoado. O seu solene nome, Lopes de Viégas, passou a serdistorcido por muitos, que chamavam de Lotes de Éguas. Por isso, os seus descendentes tiraram a palavra Viégas, que representava a fidalguia espanhola, e assim a principal família da história da localidade passou a se chamar apenas Lopes. O educador pioneiro do povoado foi o padre Luiz Guimarães, que depois de ser suspenso das Ordens decidiu morar na localidade e trabalhar na educação das pessoas. Esse trabalho foi seguido, em 1940, por outros bravos educadores, destacando-se os professores Estevam Egídio Pessoa, Cecília da Silva e Maria Antonieta da Silva. Mais tarde, em 1955, começava a atuação da educadora Libânia Lopes Pessoa, que ficou conhecida pelo seu trabalho junto à juventude local. No ano de 1950, o povoado mudou de nome, passando a se chamar Itajá, palavra do idioma tupi-guarani que significa Terras de Pedras. A partir de 1970 o povoado de Itajá começou a se desenvolver mais rapidamente, primeiro com a chegada da energia elétrica e das telecomunicações e ,depois, com a instalação de sua primeira cerâmica, por iniciativa de João Eudes Ferreira, abrindo caminho para a implantação de um pólo cerâmico. Devido à prosperidade econômica de Itajá, vinda do pólo cerâmico, da agricultura, da extração da cera de carnaúba e da semente de oiticica, além de uma crescente produção de leite, os filhos da terra iniciaram a luta pela sua autonomia política. No dia 26 de julho de 1992, através da Lei nº 6.299, Itajá foi desmembrado de Ipanguaçu e elevado à condição de município do Rio Grande do Norte. Gentílico: Itajaense. Fonte: IBGE e Prefeitura Municipal.

Bairros de Itajá