Paudalho é uma cidade localizada no estado de Pernambuco (a sigla deste estado é "PE").


Sobre Censo Demográfico: O Censo realizado pelo IBGE aponta população estimada em 55.028 habitantes, sendo aproximadamente 25.205 homens e 26.152 mulheres. A densidade demográfica de 185.06 km².

 

As pessoas nascidas em Paudalho/PE são chamadas de "paudalhense" (na expressão popular "Quem nasce em Paudalho é paudalhense"). Atualmente existem 37.088 alfabetizados.


Sobre Religião: Segundo censo na cidade de Paudalho existe 30.968 habitantes da religião católica, 12.896 habitantes da religião evangélica e 504 habitantes espíritas.


Sobre IDHM: (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal) que é composto por indicadores de três dimensões: longevidade, educação e renda. Este índice varia entre 0 e 1, sendo que quanto mais próximo de 1 maior o desenvolvimento humano. O IDHM de Paudalho/PE é 0.639 .

O código do município de Paudalho do IBGE é 2610608. Quantidade de Postos de Saúde e Paudalho, PE: 21.


Saiba mais sobre Paudalho/PE: Identificamos em pesquisas realizadas em nosso banco de dados que existem aproximadamente 5 ruas cadastradas, distribuídas em 4 bairros (publicamos a relação destes 4 bairros organizados alfabeticamente na parte inferior desta página) na cidade de Paudalho/PE. E encontra-se também cadastradas em nossa base de dados cerca de 360 empresas, comércios, prestadores de serviço, profissionais liberais, autônomos, dentre outros. Sendo que estes podem ser facilmente encontradas em: applocal.com.br/empresas na cidade de Paudalho/PE.

História da Cidade Paudalho, PE:

Município de Paudalho
Município Paudalho
Estado Pernambuco
Gentílico paudalhense
IDH 0.639
População
Total Estimada 55.028 Homens 25.205 Mulheres 26.152 Densidade 185.06 hab./km²
Religião
Católicos 30.968 Evangélicos 12.896 Espíritas 504
Fonte: IBGE
Paudalho Pernambuco - PE As primeiras incursões ao território que hoje constitui o Município de Paudalho datam de fins do primeiro século da colonização portuguesa. Afirma o historiador Pereira da Costa que por ali andavam traficantes de pau-brasil - madeira abundante nas florestas da região - os quais, todavia, não se fixavam no local. A ocupação humana de forma organizada teria sido iniciada por volta de 1591, através dos elementos indígenas reunidos por padres franciscanos, que formaram a aldeia de Miritiba (corruptela do tupi mbiri-tyba, que, no dizer de Teodoro Sampaio, significa juncal). Localizava-se a aldeia nos extremos de Goiana, Igaraçu e Tracunhaém, distante cerca de duas léguas da margem esquerda do rio Capibaribe. Dentre seus habitantes destacou-se o índio Poti, o celebre D. Filipe Camarão que se bateu contra os holandeses visando a restauração pernambucana, ao lado de outros patriotas . Aos primitivos habitantes juntou-se o elemento colonizador, e o povoado ingressou em uma fase de desenvolvimento, de que a atividade agrícola e de pastoreio, principalmente a primeira, constituíam as molas propulsoras. FATOR fundamental do desenvolvimento, que em pouco tempo se verificou, foi o plantio da cana-deaçúcar. Surgiram, em conseqüência, diversos engenhos. O primeiro que a história registra foi o Mussurepe, instalado por volta de 1630. O Aldeia foi levantado em 1660 por Bartolomeu de Holanda Cavalcânti, em Miritiba, no local em que atualmente se acha instalado um quartel, com campo de instrução militar - o mesmo lugar do povoado indígena inicial. Na segunda metade do século XVII surgia o Engenho Bom Sucesso, fundado por Joaquim de Almeida. O mais importante, porém, o que daria nome à futura cidade, foi fundado pelo colono português Joaquim Domingos Teles. A denominação Paudalho originou-se de uma grande e secular árvore, de cheiro semelhante ao do alho, existente próximo da margem direita do Capibaribe, onde hoje se pode ver um seu rebento, conservado pela Prefeitura local. Baseado na nascente economia canavieira, consolidou-se em torno do engenho Paudalho o núcleo populacional existente, espraiando-se aquela atividade econômica por todo o Município. Gentílico: paudalhense


Fonte: IBGE e Prefeitura Municipal.